A Guarda Civil pede opinião para um exorcista sobre os «estranhos fenômenos» na casa de Zapatero.

ReligionenLibertad.com

A Guarda Civil pede opinião para um exorcista sobre os «estranhos fenômenos» na casa de Zapatero

Disparavam os alarmes, ouviam-se ruídos em todas as horas, alguns móveis mudavam de lugar… até que chegou um sacerdote para investigar o que acontecia…

ReL – 28 dezembro 2012 – religionenlibertad.com

A casa de aluguel que vive em Madri a família do ex-presidente do Governo, José Luís Rodriguez Zapatero, está dando dor de cabeça aos seus ocupantes.

Há meses, diferentes patrulhas da Guarda Civil que se revesam para proteger a família do ex-político socialista estão desconcertadas pelos ruídos de vozes e movimentos de móveis que sucedem na casa em certas horas do dia e da noite.

O imóvel, que está situado numa exclusiva urbanização muito próxima à capital de Espanha, é um amplo chalé em regime de aluguel.

Um alarme que dispara

No mês de maio passado entraram em pânico os responsáveis pela segurança diante da possibilidade de um ataque terrorista. “Num sábado à tarde – disse à ReL uma fonte da Guarda Civil que prefere guardar anonimato por razões óbvias- disparou um alarme na casa do ex-presidente sem que ninguém tivesse traspassado o perímetro de segurança”.

“O alarme soou e soou sem que pudéssemos desconectá-lo durante ao menos 20 minutos, até a que no final, não nos restou mais remédio que cortar os cabos”.

“Quinze dias depois desse fato voltou a repetir-se a mesma história. Era um domingo e toda a família dos Rodriguez Zapatero estava em casa. Tinham almoçado com um político europeu e tomavam o café. Disparou o alarme e todos nós levamos um bom susto”.

Alguns móveis se moviam sozinhos
“No mês de junho nos avisou dona Sonsoles de que suas filhas não queriam dormir num quarto que produzia `fenômenos estranhos´… foram suas palavras. Vários membros do Corpo da Guarda estiveram registrando de cima abaixo todo o quarto e no encontraram nada de nada… Inclusive esvaziaram o quarto dos móveis e passaram scaners por todas as paredes… mas não acharam nada. No entanto, as queixas da mulher do senhor Zapatero se sucediam”.

Um exorcista
“Como as meninas se negavam a dormir nesse quarto e a investigação que realizamos foi infrutuosa, o capitão sugeriu chamar o Arcebispado de Madri para aconselhar sobre essas possíveis questões paranormais que nos escapavam”.

“O exorcista esteve na casa dos Zapatero em meados do mês de julho, e investigou o que ele chamou `infestações diabólicas´. Pediu-nos que obtivéssemos informação sobre os inquilinos que tinham habitado essa casa. Também se referiu sobre se tinham ocorrido assassinatos ou mortes estranhas…”.

A Guarda Civil comenta na ReL que após realizar essa investigação trasladou ao sacerdote todos os dados coletados: aparentemente não havia ocorrido nada “raro” na casa nos anos anteriores, e os inquilinos que a tinham habitado não manifestaram queixa nenhuma desses “estranhos fenômenos” que aconteceram no imóvel.

Fora amuletos e jogos esotéricos
“A partir daí, o exorcista falou com o senhor Zapatero e lhe indicou a necessidade de `limpar´ a casa de objetos que pudessem favorecer essas `influências diabólicas´. O exorcista lhe assinalou vários objetos que deveriam tirar da casa: umas máscaras africanas presenteadas por um político muito envolvido na Aliança das Civilizações; amuletos e jogos esotéricos das meninas; um buda que presidia o salão principal…”.

“As meninas foram as que mais reagiram para desprender-se de seus jogos e cartas de tarô, mas no final a senhora Sonsoles impôs seu critério. Vários companheiros meus atiraram nos recipientes de lixo uma grande quantidade de objetos que foram diretamente à lixeira”.

Ritual de libertação da casa
“O exorcista realizou então um ritual ou bênção por toda a casa, não sei exatamente como o chamou, quarto por quarto foi realizando umas orações que chamava de `libertação´. Também `selou´ todas as portas e janelas com azeite benzido e pôs sal, também bento, nas esquinas de toda a casa”.

A Guarda Civil disse, por último, que após as orações do sacerdote, deixaram de se reproduzir `fenômenos estranhos´ na casa dos Rodriguez Zapatero.

Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:
http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=26733