O lugar de Deus: “Se alguém se atrevesse a dizer a um pai que tem que amar mais ele do que ama seu filho, ou se se atrevesse a dizer a qualquer pessoa que tem que amar ele mais que a nossa própria vida, pensaríamos que está louco ou que tem uma soberba infinita.

ReligionenLibertad.com

O lugar de Deus

pai e filha1

Pe. Santiago Martin – 29 junho 2014-religionenlibertad.com

“Aquele que ama seu pai ou sua mãe mais que a mim, não é digno de mim; e aquele que ama seu filho ou sua filha mais que a mim, não é digno de mim; e quem não toma sua cruz e me segue, não é digno de mim. Quem quer encontrar sua vida, a perderá equem perder sua vida por causa de mim, a encontrará.” (Mt 10, 37-39)

Se alguém se atrevesse a dizer a um pai que tem que amar mais ele do que ama seu filho, ou se se atrevesse a dizer a qualquer pessoa que tem que amar ele mais que a nossa própria vida, pensaríamos que está louco ou que tem uma soberba infinita. Ninguém pode pedir semelhante entrega. Ninguém, exceto uma pessoa: Deus. Ele sim tem direito de estar em primeiro lugar do nssoo coração, de nossa vida, de nossssos interesses. Tem esse direito por ser Deus, por ser noo Criador, por ser nosso Redentor.

Por isso, esta semana tentaremos viver este fragmento do Evangelho de São Mateus fazendo um exame de consciência para ver em que lugar real está Deus dentro de nossa escala de valores. É antes o trabalho ou Deus? É antes a diversão ou Deus?

Para isso será útil que nos fixemos no tempo que dedicamos a cada coisa. É natural que dediquemos mais tempo para trabalhar do que rezar, mas não tanto que não reste nada para o segundo.

E o mesmo acontece com o descanso. O valor que damos às coisas –e às pessoas- se mede pelo tempo que passamos com elas. O tempo que dedicamos a Deus nos dá a medida da importância que para nós tem Deus. E depois virá o resto: agir conforme nossa consciência, mesmo que isso nos gere algum problema.

Mas, não esqueçamos, por Deus em primeiro lugar da vida, que é o que lhe corresponde, não significa esquecer ou desprezar o resto; significa que, por amor a Deus, vamos também a amar a eles, inclusive quando não nos apeteça.

Santiago Martin, consultas@frmaria.org, é autor, editor e responsável pelo Blog Palabaras para vivir, alojado no espaço da web de http://www.religionenlibertad.com
Para saber mais na web: http://www.frmaria.org

Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:

http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=36366

señor

por euvimparaquetodostenhamvida