«Um homossexual tem que ter direito de mudar seus sentimentos», disse Pedro Trevijano.

ReligionenLibertad.com

” Pode ter esperança o homossexual?”

«Um homossexual tem que ter direito de mudar seus sentimentos», disse Pedro Trevijano

O tema é polêmico e muito atual. Por isso, seu autor, disse que escreveu com a verdade e a fidelidade à doutrina da Igreja católica.

ReL – 8 abril 2013 – religionenlibertad.com

Pedro Trevijano, sacerdote diocesano de Logrono e especialista em moral sexual, acaba de escrever um livro que vai dar o que falar: “Pode ter esperança o homossexual?” (Voz de Papel).

Trevijano, colaborador habitual de Religión en Libertad, aborda em seu último livro tudo que se refere à atração ao mesmo sexo, dando esperança para quem deseja mudar seus sentimentos.

– Por que e para quem escreveu este livro?
– Creio que neste momento existem poucos temas mais enrolados, polêmicos e atuais, que este da homossexualidade. O que pretendi foi, com uma linguagem mais simples e clara possível expor minha visão sobre este tema, de maneira que as pessoas com uma cultura corrente possam entender, estejam ou não de acordo com o que eu disser.

– O que é que não gostaria que fosse este livro?
– Consideraria este livro um profundo fracasso, se como digo na Introdução, faltasse à verdade, se o que aqui digo não estivesse de acordo com a doutrina da Igreja, pois procuro ter sempre muito presente que sou sacerdote católico, e se resultasse injustamente ofensivo para alguém.

Em troca me encantaria conseguir com ele um diálogo civilizado e mutuamente respeitoso com pessoas que discordam do que aqui afirmo.

– Quais são as questões mais debatidas sobre a homossexualidade?
– Considero que fundamentalmente são estas: se é inata ou adquirida, se é ou não uma enfermidade, se a um casal homossexual se pode chamar ou não matrimônio e se podem adotar filhos.

– Inata ou adquirida?
– A questão das causas, ou, talvez melhor, fatores da homossexualidade é uma questióãon que segue aberta e com muitos pontos obscuros, se bem que vai ganhando terreno a hipótese que a orientação sexual se estabelece em idade muito precoce, ainda que só se consolide após a adolescência. Muitos pensam que existem uma pluralidade de causas ou fatores os quais intervêm para que uma pessoa seja homossexual.

– É ou não uma enfermidade?
– Para os pioneiros da Psiquiatria, Freud, Jung e Adler, era. Para a Organização Mundial de Saúde, à raiz de uma votação em 1973 dos psiquiatras americanos, não é. O resultado desta votação foi de 5816 -não é- contra 3817 -sim é-. Houve também muitos votos em branco ou não votados, mas não tenho as cifras exatas. Não tornaram ao caso para tentar resolver os votos o que é uma questão científica.

O que me parece indiscutível é o direito de um homossexual, aquele que desejar, possa buscar caminhos para mudar seus sentimentos e, portanto, a submeter-se a terapias reparativas que o ajudem a curar essas feridas emocionais. O contrário me parece uma intromissão intolerável em sua liberdade.

– O casal homossexual é um verdadeiro matrimônio?
– O consentimento matrimonial é a vontade, expressada por um homem e uma mulher, de se entregar mútua e definitivamente, com o fim de viver uma aliança de amor fiel e fecundo. Casar-se é compartilhar a vida com a pessoa amada e fundar uma família. A escolha do cônjuge é fruto de um ato pessoal de liberdade e de amor. O casamento é consequência desta decisão de ambos, decisão que é uma das mais importantes ou a mais importante da existência.

Até tempos muito recentes, nunca foi considerado casamento a união de dois homens ou de duas mulheres, como em Matemática nunca foi considerado triângulo uma figura de quatro lados. É outra coisa.

– Um casal homossexual pode adotar?
– A adoção não se deve fazer para resolver problemas dos pais, mas das crianças. Em circunstâncias normais, as crianças vivem com um pai e uma mãe, e isso é bom para elas, mesmo que a criança ficasse melhor com um casal de homossexual do que na rua.

– Um homossexual está sujeito às leis morais, incluídas as do sexto mandamento?
– Uma pessoa homossexual é uma pessoa livre e responsável por seus atos.

– Pode ter esperança o homossexual?
– Recordemos que em Agosto de 2009 a Associação de Psiquiatras Americanos autorizou seus terapeutas a tratarem a homossexualidade, permitindo-lhes que ajudem os homossexuais a rechaçar ou controlar seus impulsos, com uma nova terapia baseada na fé e na identidade sexual.

A reorientação sexual é possível. Do ponto de vista religioso específico do cristão é a esperança. No ser humano prima a pessoa sobre a sexualidade, e todos somos filhos muito queridos, infinitamente queridos, por Deus. Se isto é assim, cada pessoa vale a pena e em consequência, diante da pergunta se existe para o homossexual lugar para a esperança a resposta é um sim completo.

FICHA TÉCNICA COMPRA ONLINE

Título: Pode ter esperança o homossexual? OcioHispano

Autor: Pedro Trevijano

Editora: Vozdepapel

Páginas: 150 páginas

Preço 12 euros

Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:

http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=28161

por euvimparaquetodostenhamvida